GOMBRICH A HISTORIA DA ARTE PDF

I will have to go back twenty years, half my life, to the year I am twenty years old, and just about to discover the pleasurable adventure called university. I probably spend hours there. I can still feel the time pass, while I look, think, go through history, art, literature.

Author:Kigalkree Mazil
Country:Sri Lanka
Language:English (Spanish)
Genre:Science
Published (Last):21 March 2014
Pages:215
PDF File Size:17.11 Mb
ePub File Size:11.57 Mb
ISBN:621-2-34703-712-8
Downloads:15333
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Fezil



Vikings usam a arte como magia, tal qual os primitivos das caver- nas. Eis que renovo todas as coisas Visualizar mentalmente, sua pintura nos faz acreditar que estamos testemun- hando um evento sendo representado num palco.

A arte podia agora refletir um fragmento do mundo real. Mantegna movimento e perspectiva. Veit Stoss: veracidade e expressividade. Xilogravura e xilogra- fia, mestre - Martin Schongauer. Tornaram-se criaturas livres. A nova pintura era diferente de todas as anteriores. Quatro anos trabalhou no teto. Miguel estudou todos os detalhes e com que cuidado preparou cada figura dos desenhos. Luz e Cor. Procurou superar Rafael pintando o Papa. Correggio deu tratamento a luz e sombra, luz e cor para equilibrar formas e dirigir nosso olhos para certas linhas.

Lucas Cranach , amigo de Lutero. Mabuse , desejava com ardor expressar a verdade ensinada nas igrejas. No norte, com a Reforma, pintores e escultores se deparavam com protestantes iconoclastas. Pieter Bruegel, o velho cenas de vida camponesa. Jean Goujon escultor de figuras requintadamente graciosas. Rubens aprendera a arte de dispor as figuras numa vasta escala e de usar a luz e cores para aumentar o efeito geral. Pintou o Papa.

Simon de Vlieger capaz de transmitir a atmosfera do mar usando meios simples e despretenciosos. Rembrandt e seus auto-retratos. Ele dificilmente precisa de gestos e movimento para expressar-se.

Jean Steen, genro de Jan van Goyen, pintou festa de batizado, muito bem humorado. Geovanni Bat- tista Tiepolo produziu afrescos alegres de se ver, mas de um valor menor, a arte italiana estava chegando ao fim.

Exceto num ramo: pintura e gravura de panoramas, com Francesco Guardi e o sentido de teatralidade, luz e cor dominou completamente os efeitos dos seiscentistas. Jakob Prand- tauer? John Singleton Copley , americano, pesquisou a historia para ser fiel a pintura de um momento da historia res- cente. Jean-Baptiste Camile Corot realismo na pintura. Gustave Courbet nominou o realismo em Pintava com sinceridade. Surgiu a fotografia e a cromotipia japonesa. Era a Art Nouveau. Ele pintava como se escrevesse.

Foi o primeiro a descobrir beleza no restolho, nas cercas vivas, nos trigais, galhos descarnados das oliveiras e formas escuras dos ciprestes es- guios e pontiagudos como labaredas. Henry de Toulouse-Loutrec a arte da propaganda em cartazes. Arte Experimental. Expressividade, estrutura e simplicidade era o que nela buscavam. Foi utilizada, a sua obra, por propagandistas do comunismo no leste eu- ropeu. Cria o Cubismo. Mais o menos ao modo cubista. Henry Moore em queria saber da pedra o que ela desejava se tornar como escultura.

Grant Wood americano fez em um modelo de barro para se inspirar num quadro onde retratou vales e morros. Uma Historia sem Fim. O Triunfo do Modernismo.

CESAR MIGUEL RONDON EL LIBRO DE LA SALSA PDF

Resenha de “A História da Arte” de Ernst Gombrich

.

CANCLINI DIFERENTES DESIGUALES Y DESCONECTADOS PDF

A História da Arte

.

INTEGRAL EQUATIONS BY SHANTI SWARUP PDF

10 livros online grátis sobre história da arte

.

Related Articles